Home

Cuide bem dos seus rins

ADEF São Sebastião - Dicas de Saúde

Cuide bem dos seus rins Muito mais do que fi ltrar as impurezas, eles controlam a pressão arterial e — incrível! — ainda produzem hormônios e vitaminas. Mas, infelizmente, andam sofrendo um bocado...Que os rins têm a missão de filtrar o sangue, muita gente sabe. Missão importantíssima, aliás. Graças a eles, saem de circulação todas as impurezas que chegam ali pela artéria renal — e que estão só de passagem, já que vão ser mesmo despejadas na urina, seu destino final.

 

Só que essa dupla de órgãos faz muito mais do que isso. Os rins são responsáveis também pelo equilíbrio entre sal e água no corpo. “Se esses dois elementos estiverem fora de proporção, surge o inchaço nas pernas e nos pés, sinal evidente de que algo não vai bem nesses filtros”, dá a dica o nefrologista David Elias Neto, do setor de transplantes renais do Hospital das Clínicas de São Paulo e diretor da nefrologia do Hospital Sírio-Libanês, também na capital paulista.

Os rins ainda produzem a renina, enzima que estimula a secreção de um hormônio capaz de elevar a pressão arterial quando ela cai bruscamente. Mas, se não funcionam como deveriam, há uma sobra de renina, o que resulta na hipertensão — doença que deve ser investigada também pelo nefrologista. É que esse mal silencioso danifica todos os vasos do corpo — os renais não são exceção.

E daí a situação se agrava cada vez mais. Já ouviu falar na eritropoetina? Pois esse hormônio, responsável pela maturação dos glóbulos vermelhos do sangue na medula, também é fabricado nos rins. Se estiver em falta, surge a anemia. “Sem contar que é ali, nesse órgão, que ficam estocados minerais importantes para os ossos, como o cálcio e o fósforo. Eles vão sendo liberados de acordo com as necessidades do esqueleto”, conta o nefrologista João Egídio Romão Júnior, do Hospital das Clínicas de São Paulo. Tem mais: não fossem os rins, a vitamina D, que o corpo absorve com a ajuda do sol, simplesmente não seria ativada. E todos sabemos a importância dessa substância para a saúde óssea. Se a lista de funções renais é grande, o número de encrencas a que o órgão está sujeito não é menor — cálculos, inflamações, infecções... (veja o quadro nas páginas 40 e 41).

Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia, 12 milhões de brasileiros sofrem de algum desses males, sendo que sete em cada dez vítimas nem sequer desconfiam. Uma ameaça e tanto, já que muitos deles, quando se repetem, podem levar à doença renal crônica (DRC). A DRC destrói progressiva e irreversivelmente uma por uma as estruturas que filtram o sangue dentro dos rins — os néfrons. No órgão sadio há nada menos do que 1 milhão deles. Quando são dizimados, a saída passa a ser a hemodiálise, a filtragem artificial do sangue. No Brasil, 2 milhões de indivíduos dependem dela para viver. Entre as principais causas da DRC estão a hipertensão e o diabete, males cada vez mais freqüentes em todo o mundo. Ambas as doenças danificam os vasos que irrigam os rins, irritando suas paredes. Assim, os filtros do corpo humano vão se deteriorando.

O sinal vermelho, porém, só se acende quando sua capacidade de expulsar as impurezas chega a meros 30%. É quando a pressão dispara (mas isso, em geral, o paciente nem sempre percebe) e vem a vontade de urinar mais de uma vez durante a noite. Dois exames são capazes de sinalizar complicações: o de urina simples, ou tipo 1, e o que dosa uma substância chamada creatinina no sangue. Eles dão um parâmetro da quantidade de substâncias que deveriam ter sido varridas mas que continuam em circulação. Claro, quanto mais impurezas, pior a saúde renal. Médicos de qualquer especialidade — e não necessariamente um nefrologista — podem solicitar esses testes.

Então, em qualquer consulta de rotina, aproveite para sugeri-los, caso o próprio clínico não tome essa iniciativa. VOCÊ SABIA?

• As mulheres são mais vulneráveis à cistite, a infecção do trato urinário por razões anatômicas. Nelas, a uretra é bem mais curta do que nos homens, o que facilita o acesso de microorganismos. O tratamento deve ser rápido, evitando que a infecção avance até a área nobre dos rins.

• Se você não bebeu água o sufi ciente em um dia, seus rins bloquearão o desejo de urinar. Tudo para evitar que seu corpo fi que desidratado. Lindo. Mas isso tem um preço: o serviço de fi ltragem deixa de ser perfeito.

• Por falar em beber água, não leve tão a sério a clássica recomendação dos 2 litros por dia, a menos que você tenha cálculo renal. Caso contrário, dê seus goles quando bater a vontade. A dica, porém, pode não valer para idosos, porque neles, por razões fi siológicas, a sede nem sempre dá as caras. Para evitar desidratação e manter os rins em ordem, eles devem se habituar a tomar água de vez em quando, com ou sem sede.

• Já reparou que o primeiro xixi do dia é mais escuro? Isso é sinal de que os rins estão cumprindo sua função de bons faxineiros. À noite eles concentram a urina, ou seja, expelem mais impurezas por decilitro de água.

CÁLCULOS RENAIS, OU PEDRAS NOS RINS O QUE É

 Formações endurecidas nos rins ou nas vias urinárias por causa do acúmulo de cristais de sais na urina, como cálcio, fosfatos, oxalatos.

CAUSAS

 Infecções urinárias, volume insufi ciente de urina, distúrbios relacionados à eliminação de sais e vitamina D em excesso. SINTOMAS Dor intensa, com irritação e obstrução do canal urinário. Pode haver ainda palpitações, náuseas e vômitos.

TRATAMENTO

Contra a dor, analgésicos. Cálculos menores que 5 mm são eliminados sozinhos. Os maiores são bombardeados com ultra-som. Daí, às vezes, é preciso intervir para retirar fragmentos.

PREVENÇÃO

 Pessoas propensas devem evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em oxalatos, como café, chocolate, refrigerante à base de cola, entre outros.

NEFRITE AGUDA

 O QUE ÉInflamação dos tecidos dos rins causada por agentes infecciosos — os mesmos que provocam amigdalite e sinusite, por exemplo. CAUSASPessoas predispostas geralmente têm o problema depois de uma infecção de garganta ou de pele.

SINTOMAS

O mais comum deles é a coloração diferente da urina, que fi ca bem mais escura.

TRATAMENTO

 Além de antibióticos, usados em certos casos, são prescritos diuréticos para controlar a retenção de líquidos e assim reduzir a pressão arterial.

 PREVENÇÃO

Não há um caminho específi co ou 100% seguro. Vale manter a pele limpa e tomar todas as medidas para evitar outras infecções, como a de garganta.

 NEFRITE CRÔNICA O QUE É

Lesões permanentes nos rins, que atrapalham seu funcionamento

CAUSAS

Infecções que não foram tratadas direito ou até mesmo o abuso de certos medicamentos.

SINTOMAS

Sangue na urina, pressão alta, inchaço nas pernas, perda de apetite.

TRATAMENTO

Dieta com restrição de proteínas, sal e potássio — não cura, mas ajuda a não sobrecarregar ainda mais os rins.

PREVENÇÃO

 Evitar remédios sem prescrição e fazer exames rotineiros para avaliar a saúde renal, impedindo que o mal avance.

CISTO RENAL SIMPLES O QUE É

Pequenas bolhas cheias de líquido nos néfrons, as unidades filtrantes.

CAUSAS

Doença renal crônica, aumento da pressão arterial nos rins e da concentração de sais nos líquidos que banham os néfrons.

SINTOMAS

Não apresenta sinais, mas algumas pessoas podem ter dor se os cistos crescerem e comprimirem outros órgãos.

TRATAMENTO

Não há nada específico. Apenas é necessário acompanhamento médico periódico para evitar complicações, como cálculos e infecções.

PREVENÇÃO

Como os cistos estão diretamente ligados ao aumento da pressão, é preciso mantê-la sob controle.

 INFECÇÃO URINÁRIA O QUE É

Qualquer infecção no canal da urina.

CAUSASA

Presença de microorganismos, como bactérias, fungos e vírus no interior da uretra.

SINTOMAS

Dor ao urinar, febre, sangue no xixi e vontade freqüente e intensa de ir ao banheiro.

TRATAMENTO

Além de pedir que a pessoa tome mais líquido, o médico pode prescrever antibiótico, se a causa for uma bactéria.

PREVENÇÃO

Urinar antes de dormir e após as relações sexuais, e também evitar longos banhos de imersão, já que o contato com o meio líquido favorece a contaminação.

Rádio São Sebá
Visite
Recomendamos
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Publicidade